Sapatos de noiva sem salto. Que tal?

Imagem via Pinterest

Oi pessoal, quero saber como vocês estão, me contem! Comigo está tudo bem, com a glória de Deus e eu espero que com vocês também! Agradeço a todos que me acompanham, é por vocês que dedico meu tempo buscando novidades e dicas que possam servir de inspiração para o seu grande dia. O assunto de hoje aqui no blog são os sapatos de noiva sem salto, está em alta nos casamentos e hoje é possível encontrar opções maravilhosas de sapatilhas sem salto. Sabemos que a maioria das mulheres preferem usar salto alto no seu casamento, mas há alguns caso que devemos considerar, confira:

Há mulheres que não abrem mão do conforto nem no dia do seu casamento, afinal, tudo o que a noiva precisa é sentir-se linda e confiante para chegar até o altar em grande estilo e, depois, aproveitar bem a sua festa. Os sapatos de noiva sem salto podem ser a solução ideal para fazer do seu dia ainda mais especial, além de proporcionar praticidade e conforto no seu momento noiva. Que tal considerar esta opção?

Os sapatos de noiva sem salto também podem ser considerados por quem não consegue usar salto, não é nem tanto pelo conforto, mas existem mulheres que não conseguem manter o equilíbrio em cima do salto alto e, para estes casos, pode ser uma tarefa difícil só o fato de pensar no trajeto até o altar equilibrando-se no salto alto, quem dirá aproveitar a festa com ele, não é mesmo?

Outra dica para usar sapatos de noiva sem salto é quando existe diferença de altura entre o casal, onde a noiva sendo mais alta que o noivo, poderá optar por não usar salto alto para manter uma harmonia durante a cerimônia, se esse for o seu caso, o sapato de noiva sem salto pode ser a solução ideal.

A boa notícia é que atualmente é possível encontrar opções lindíssimas de sapatos de noiva sem salto, onde os modelos são apropriados para este tipo de evento. Mas não existe nenhuma regra aqui, é importante sempre que a noiva fique feliz com a sua escolha e que se sinta confiante para aproveitar bem o seu dia. Pense nisso!

 

 

Deixe uma resposta

*